DIAGNÓSTICO ELEITORAL SANTA CATARINA

O período de campanha eleitoral 2018 começa com o público ainda tendendo à falta de interesse no assunto eleições: cerca de metade declara-se pouco ou nada interessada, contra 31% interessados ou muito interessados e 19% apenas mais ou menos interessados. No que tange ao cargo de governador, a cerca de 50 dias do pleito, dois terços dos eleitores ainda não têm em mente um nome de candidato no qual irão votar para o governo do estado. Mauro Mariani, o mais citado espontaneamente, mas por apenas 3,1% dos eleitores, empata com Gelson Merísio (2,2%). No momento, 19% declaram-se propensos ao voto nulo ou em branco. Com a apresentação dos nomes dos candidatos ao governo agora registrados, Mauro Mariani lidera em números, com 17,6% das intenções de voto dos eleitores. Estatisticamente empatam Décio Lima e Gelson Merísio, com 12,6% e 12,1% dos votos, respectivamente. Brancos, nulos e indecisos somam 46% do eleitorado, neste momento. Os eleitores que declaram não rejeitar quaisquer dos candidatos que ora se apresentam a este pleito de 2018 somam 41,6%. Décio Lima é alvo do maior índice (33,4%), os demais têm índices de rejeição inferiores a 18%.

GOVERNO SANTA CATARINAGoverno sc site

No que se refere às  duas vagas para o senado, que serão disputadas por estado neste pleito, Raimundo Colombo e Esperidião Amin lideram sobre os demais candidatos, no total das intenções estimuladas de votos (soma de votos possíveis para as duas vagas, declaradas pelos entrevistados a partir
da apresentação dos nomes dos candidatos num cartão): 17% e 16,3%, respectivamente. Em terceiro lugar, neste momento, classifica-se Paulo Bauer (10,8%). Brancos, nulos e indecisos somam 34% (ou seja, menos que para o governo do estado, embora, de forma espontânea, quase 80% dos eleitores não soubessem apontar algum nome).
 O nome mais rejeitado para o senado é o de Ideli Salvatti (25,6%), não obstante os três candidatos mais votados serem alvo de índices de rejeição próximos a este, em torno dos 20%.   

SENADO SANTA CATARINA  Senado sc

No âmbito da vaga para a presidência da República, neste momento, Jair Bolsonaro e Lula empatam estatisticamente na liderança desta corrida em SC, contando com a intenção estimulada de votos de 30,8% e 25,7% dos eleitores, respectivamente. A seguir, observa-se um empate múltiplo: Álvaro Dias (7,7%), Geraldo Alckmin (6%), Marina Silva (4,9%) e Ciro Gomes (4,3%). A soma de brancos, nulos e indecisos já é relativamente pequena neste estado (16%). De forma espontânea, Bolsonaro e Lula também são os mais citados (25,1% e 17,4%, contra 4% do candidato mais citado espontaneamente a seguir, Álvaro Dias), embora cerca de um terço dos eleitores ainda não saibam apontar de forma espontânea em quem votariam. O nome mais rejeitado no estado para a presidência é o de Lula (45,7%). A seguir, Bolsonaro e Marina empatam cada um com 27% de rejeição. 

PRESIDÊNCIA

Brasil site

DESCRITIVO TÉCNICO DA PESQUISA

Método: Pesquisa quantitativa por amostragem
Amostra: 1008 entrevistas pessoais, distribuídas em 52 municípios das seis mesorregiões do Estado, por cotas representativas do eleitorado
Margem de erro amostral: 3,1% 
Período de coleta de dados: 10 a 15 de agosto de 2018
Registro Eleitoral: SC - 03759/2018 / BR - 03127/2018